De Mapa na Mão com Esperança no Futuro

Hoje, a maioria de nós passou a habitar a casa a tempo inteiro.
As praças, jardins, parques e praias deram lugar às divisões de uma casa, a prateleiras organizadas para um tempo incerto, a armários que podemos agora revistar com calma, a viagens frequentes das mãos à torneira, ao cheiro a álcool etílico e não à maresia de um anoitecer assistido ao vivo se nos apetecer. 
Como acreditamos que este é (também) um tempo de partilha e proximidade reinventámos o conceito de mapa artístico que desenvolvemos em diferentes lugares específicos* e propomos o de mapa na mão com esperança no futuro, uma proposta de percurso para fazer dentro de casa, esse lugar tão específico quanto genérico. 
Sem tempo definido, é uma proposta para percorrer a sua casa, esse lugar tão específico quanto genérico. 

(brevemente)